Problemas na Coluna em Crianças e Adolescentes: Porque surgem, como tratar e prevenção

problemas na coluna

Como evitar problemas na coluna em pacientes até 15 anos de idade?

Seu filho adolescente parece sempre estar com a “coluna torta”?

Embora hoje em dia seja muito comum encontrar crianças e adolescentes com problemas posturais, isso é um aspecto incomum à idade.

De fato, os novos meios de comunicação, as longas horas de estudo e toda a demanda do século XXI interferem na saúde de crianças e adolescentes.

Escola em tempo integral, por exemplo, com sua longa jornada aliada à postura inadequada pode gerar problemas na coluna.

Além disso, o uso demasiado do celular e do computador também são apontados como grandes vilões da boa postura.

Assim sendo, esse artigo trata sobre as causas, tratamento e a prevenção dos problemas de coluna em crianças e adolescentes.

Leia até o final para saber como evitar problemas na coluna e, portanto, interferir de forma positiva na saúde dos seus filhos.

Problemas na coluna: Como surgem?

Certamente, o número alarmante de crianças e adolescentes com escoliose e outros problemas na coluna tem fundamento.

A idade escolar é responsável por exigir da criança um determinado tempo parado, sentado numa carteira e isso exige disciplina.

De fato, manter a postura correta é fundamental para que, após muitas horas de estudo, o adolescente não sinta dores no pescoço e nas costas.

Por outro lado, ao chegar em casa, o estudante vai para o videogame, computador ou TV e precisa ter o mesmo cuidado.

Por exemplo, sentar-se “com as costas” ao invés de um tronco bem apoiado e ereto, é prejudicial à saúde.

Claro que o uso demasiado de smartphones e tablets também acabam por induzir o adolescente desenvolver problemas na coluna.

Por exemplo, colocar o tablet ou celular nas coxas ao assistir sentado, força o pescoço a ficar curvado.

Por essa razão, depois de algumas horas assistindo nessa posição, ele pode ficar com torcicolo ou dor nas costas.

A parte mais preocupante é que, se isso se torna um hábito frequente, ele poderá desenvolver sérios problemas, como por exemplo, escoliose.

Naturalmente, a escoliose é a patologia mais comum e, no geral, pode aparecer a partir dos 10 anos, pois, é um dos picos de crescimento da criança.

A falta de exercícios físicos e a obesidade igualmente podem levar ao desenvolvimento de problemas na coluna em adolescentes.

Mas, a boa notícia é: apesar de não seja bom uma criança ter escoliose, o diagnóstico precoce torna possível uma intervenção alternativa indolor e, portanto, diminui as chances de se precisar de intervenção cirúrgica no futuro.

Em resumo: maus hábitos posturais e sedentarismo são duas das causas mais comuns para o desenvolvimento de problemas na coluna nessa idade.

Como evitar problemas na coluna: Cuidados

Geralmente, nessa etapa da vida, crianças e adolescentes passam grande parte do tempo na escola.

Portanto, é exatamente aí que os cuidados devem começar.

Primeiramente, tenha atenção à quantidade de peso que está contida nas mochilas.

Dependendo do peso e do tamanho do trajeto percorrido com ela atrelada às costas, isso pode prejudicar a musculatura e a coluna dele.

Portanto, recomenda-se que o peso da mochila e todo o material contido nela não ultrapasse 10% do peso da criança.

Sendo assim, uma criança de 30 kg não deve carregar uma mochila com mais de 3 kg.

Do mesmo modo, um adolescente de 40 kg não deve levar uma mochila com mais de 4 kg e assim por diante.

Atualmente, muitas escolas adotaram armários individuais para o material escolar não ficar transitando desnecessariamente e pesando nas mochilas.

Por isso, verifique se na escola do seu filho existem esses armários e aconselhe que ele leve na mochila SOMENTE o necessário.

Além dos cuidados com o peso, é aconselhável que crianças e adolescentes tenham um lugar apropriado para estudar.

Portanto, nada de estudar no sofá, na cama ou deitado, especialmente durante um tempo mais longo.

Assim, o ideal mesmo é em uma escrivaninha da altura adequada e em uma cadeira ergonômica confortável.

Do mesmo modo, ao se sentar, os pés devem estar descruzados e bem apoiados no chão ou em um apoio para pés.

Além disso, estabeleça um limite de tempo para TV e videogame e promova um tempo diário para exercícios.

Afinal, exercícios e alongamentos são muito importantes para manter a musculatura e o crescimento saudáveis e sem dores.

A maior parte dos problemas na coluna nessa idade são frutos de maus hábitos.

Porém, se ele já apresentar problemas na coluna, você pode recorrer a alternativas comprovadas, como a Reeducação Postural Global.

Tratamento de problemas na coluna com RPG

A Reeducação Postural Global (RPG) é um tratamento não-invasivo que serve, portanto, para tratar problemas na coluna e também, evitá-los.

Trata-se, na verdade, de um método relativamente recente, se considerarmos sua origem nos anos 80.

Porém, o que não falta são comprovações científicas que não deixam dúvidas sobre a sua eficácia.

Em resumo, a RPG é capaz de tratar os desvios posturais como a escoliose, em pacientes que apresentem desvios de até 40º.

Em crianças e adolescentes, quanto mais cedo começarem as sessões de RPG, mais rápidos vão embora os problemas na coluna.

Pois, como estão em fase de crescimento, a estrutura óssea ainda possui capacidade de ser “manipulada” sem interferência cirúrgica.

Em suma, a prevenção é primordial para que crianças e adolescentes tenham plenitude de movimento e uma vida mais saudável.

De fato, os problemas na coluna podem surgir em algum momento da vida, mas com os cuidados necessários e uma reeducação postural, esse prazo pode ser estendido por algumas décadas.

Então, não deixe de seguir as dicas desse artigo, e, se necessário, leve seu filho a uma consulta com um fisioterapeuta de confiança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *