Aula de Pilates: Como funciona e quem pode fazer?

aula de pilates

Que o mercado do Pilates está de vento em popa isso você já sabe. Mas, para quem nunca praticou a modalidade, fica a dúvida: como funciona uma aula de Pilates?

“É muito longa? Dá resultados? E se eu não souber executar tudo?”

Calma, não precisa se apavorar. Sua primeira aula de Pilates será muito leve e gostosa de se fazer, mas se você quer saber tudo sobre o assunto antes de começar, leia esse blog até o final.

Aqui você vai saber para que serve o Pilates, como é uma aula de Pilates, as vantagens de praticar e até mesmo quem é o profissional habilitado para acompanhar você. Vamos lá?

Como é uma aula de Pilates?

         Vamos direto ao ponto: como é uma aula de Pilates?

         Uma aula de Pilates dura, em média, de 45 minutos a 1 hora e o ideal é que você pratique umas duas vezes por semana para obter resultados melhores.

         Se será sua primeira aula, certamente você receberá uma breve introdução ao Método Pilates, perpassando pelos ideais de seu fundador, Joseph Pilates.

         Isso porque o Pilates não é uma modalidade de fácil execução e sua abordagem vai além do físico, sendo também um trabalho de mente. É uma técnica bem profunda e por ter esse diferencial ficou tão popular.

         Você vai aprender os princípios do Pilates, que são 6: Centro de Força, Concentração, Controle, Fluidez, Precisão e Respiração.

         Como uma atividade física que trabalha o corpo de forma geral, são muitos músculos trabalhados e uma gama de exercícios diferentes, deixando cada aula sempre dinâmica e não-repetitiva.

         O mais interessante no Pilates é que, diferente da musculação, o número de repetições de um movimento e a velocidade da execução não são o mais importante.

         No Pilates, a precisão dos movimentos é o que mais conta. Sendo assim, você vai trabalhar para executar determinado movimento não de forma rápida ou muitas vezes, mas buscando aperfeiçoar a execução. Assim se é trabalhado o princípio da Precisão.

         Outro diferencial do Pilates – especialmente para quem não gosta de academias convencionais – é que você pode optar por ter aulas individuais ou em grupo.

         As turmas em grupo costumam ter até no máximo 3 alunos, e ainda assim, se trabalha de forma individual.

         Dessa forma, cada aluno possui uma ficha própria com os objetivos que ele deseja atingir e seu treino personalizado. Além disso, os exercícios são sempre conduzidos por fisioterapeutas, de acordo com a necessidade de cada aluno.

         Assim fica mais fácil de acompanhar a evolução de cada aluno e acompanhar de perto o seu desenvolvimento.

         E um detalhe importante: antes de iniciar suas aulas de Pilates, você passará por uma avaliação com um fisioterapeuta, que irá direcionar o seu tratamento e montar um programa de aula específico para você.

Quem é o professor nas aulas de Pilates?

         Outro motivo para iniciar no Pilates sem medo é que o profissional que vai direcionar suas aulas de Pilates é completamente capacitado para isso.

         Para estar habilitado como instrutor de Pilates, o profissional precisa ter formação em fisioterapia ou educação física, além de ter um curso próprio de Pilates.

         Não é recomendado sob hipótese alguma que você faça aulas de Pilates sem acompanhamento ou sem um profissional totalmente habilitado no método.  

Benefícios do Pilates

         Os benefícios do Pilates vão desde tonificação muscular até melhora na postura, graças a uma série de movimentos que exigem que o aluno trabalhe força e consciência corporal.

         A lista de benefícios do Pilates é longa e inclui:

 – Maior flexibilidade;

Alívio de dores musculares e nas articulações;

– Melhor performance nos movimentos;

– Aumento do equilíbrio corporal;

– Melhora a respiração;

Previne patologias como a osteoporose;

– Aumenta a resistência muscular;

– Tonifica a musculatura do corpo

– Correção de problemas na coluna;

– Auxilia a drenagem linfática e elimina toxinas

– Ajuda a controlar o peso e favorece o emagrecimento.

         Pela grande quantidade de exercícios que envolvem o Pilates, o método possui ainda muitos outros benefícios, inclusive os relacionados a recuperação de movimentos.

Indicações do Pilates

         Por ser uma atividade que trabalha o movimento de forma profunda, o Pilates é indicado para todos os grupos de pessoas, pois possui benefícios para todos os tipos de alunos.

         Para os idosos, o Pilates traz um aumento na mobilidade, diminui o risco de quedas, pois aumenta o equilíbrio, previne doenças relacionadas à perda de massa óssea e ainda é uma excelente atividade para manter corpo e mente sempre ativos e saudáveis.

No Pilates para crianças e adolescentes, se trabalhar para melhorar a postura e desenvolve também uma vida longe do sedentarismo, além de aumentar a concentração e o relaxamento.

         Em pacientes mais frágeis, como os que estão se recuperando de lesões e as grávidas, o Pilates auxilia na reabilitação, prevenção de dores e novas lesões.

Porque eu devo praticar Pilates?

         Entre os motivos específicos, existe um que resume bem a importância de se fazer aulas de Pilates: melhorar a qualidade de vida como um todo.

         Praticar Pilates aumenta sua autoestima, melhora o condicionamento físico, alivia o estresse, iedade e é uma atividade que vai fazer bem para todo o seu corpo.

         E nada é tão satisfatório quanto sentir seu corpo e mente saudáveis, sempre em desenvolvimento e harmonia.

Da próxima vez que pensar em aulas de Pilates, lembre de todos os benefícios e significados que ela possui. Fica nosso convite para agendar uma aula experimental gratuita e conhecer o Pilates de perto e tirar suas próprias conclusões!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *