Pilates Para Idosos: Combate à Osteoporose e outras patologias da terceira idade

pilates para idosos

Por que o Pilates para idosos tem se tornado uma prática cada vez mais comum?

Com a chegada da velhice, nosso corpo vai perdendo a vitalidade que havia na juventude e no início da fase adulta.

         Perda de massa muscular e densidade óssea são apenas dois de alguns fatores marcantes da terceira idade e que sinalizam que algo deve ser feito para reverter esse quadro.

         Certamente, não podemos voltar no tempo, mas algumas práticas, hábitos e exercícios podem nos manter em boa forma, fisicamente e mentalmente.

         No caso do Pilates para idosos, não se trata de melhora apenas na musculatura, mas ganhos de equilíbrio, força, concentração, memória e um aspecto importantíssimo nessa fase da vida: combate a Osteoporose e outras patologias da terceira idade.

         Nesse post você vai entender como o Pilates combate doenças típicas da terceira idade, em especial a osteoporose. Leia até o final!

         O que é a Osteoporose?

         Caracterizada pelo enfraquecimento dos ossos, a osteoporose tem sua causa centralizada principalmente na queda natural da densidade óssea, mas pode ser agravada ou desencadeada por:

  • Dieta pobre em cálcio;
  • Ausência ou pouca atividade física;
  • Alcoolismo e Tabagismo;
  • IMC (Índice de Massa Corporal) abaixo de 19kg/m²
  • Uso frequente de remédios como corticoides.

         Seu tratamento pode ser medicamentoso ou não-medicamentoso.

         Osteoporose: Como identificar pelos sintomas

Dependendo do histórico da família e dos hábitos que leva, um idoso pode apresentar mais predisposição para desenvolver algumas patologias do que outras.

Mas no geral, uma coisa é certa: a osteoporose é uma doença silenciosa, o que pode muitas vezes agravar o quadro. Muitas vezes o idoso fratura e cai da própria altura. Com a perda gradativa de cálcio e densidade nos ossos, um dos primeiros sintomas para se ficar atento é a ocorrência frequente de lesões ou fraturas. 

Outros sintomas da osteoporose incluem: 

·         Dores nos ossos e nas articulações;

·         Redução na altura de 2 ou 3 centímetros;

·         Fragilidade óssea e fraturas principalmente nas vértebras da coluna e no fêmur.

         O ideal é que assim que se perceba os sintomas, o paciente visite um fisioterapeuta ou ortopedista de sua confiança para receber um diagnóstico mais preciso.

Mas, vamos para ao que interessa: Como o Pilates pode ajudar a tratar a osteoporose?

Isso é simples. O Pilates ajuda o corpo a desenvolver equilíbrio, força e coordenação motora, o que por si só já evita quedas e lesões.

Além disso, os exercícios de Pilates desenvolvem resistência corporal, correção da postura e aumento da formação óssea, através dos exercícios de contração muscular ativa e a resistência constante das molas.

No fim das contas, o Pilates para idosos é uma forma dinâmica e natural de tratar a Osteoporose, trazendo qualidade de vida para o idoso em todos os aspectos.  

 Como o Pilates para Idosos ajuda a combater outras doenças da terceira idade?

         Exercício físico por si só já é bastante recomendado para a terceira idade. Porém, o exercício direcionado pelo método Pilates vai trabalhar o corpo como um todo, oferecendo uma gama bem maior de benefícios.

         Um exemplo clássico é a depressão. Com o envelhecimento, o idoso pode sentir-se abandonado e obsoleto, deixado de lado e excluído. 

O Pilates para idosos é uma ótima alternativa pois, diminui o estresse e a ansiedade e ainda promove um momento de socialização e descontração saudável.

Outra doença que pode ser mais bem controlada com Pilates para idosos é o diabetes.

Sabemos que quanto maior a quantidade de estresse, mais açúcar é liberado no sangue. Como o Pilates controla a ansiedade, isso colabora para a manutenção dos níveis de açúcar bem aonde eles devem ficar.

Artrite e as doenças cardiovasculares também ganham destaque nesse ranking.

Como se trata de exercícios de baixo impacto e que promovem controle, equilíbrio e flexibilidade, os movimentos se tornam “mais especializados”, privilegiando as cargas moderadas e facilitando a mobilidade, alívio de dor no idoso.

         Dica bônus: Como se manter sempre jovem em qualquer idade

Como ninguém quer ficar velho, aqui vão algumas dicas para você estar sempre com o pique de uma criança:

  • Exercite a mente. Jogar xadrez, ler um livro atual e fazer palavras cruzadas são ótimos exercícios para a mente. Aprender é sempre uma atividade regenerativa!
  • Atividade física é bom para tudo. Caminhada, dança, uma corrida ou academia são ótimas opções a se considerar.
  • Uma alimentação balanceada, rica em cálcio, ferro e vitaminas vão deixá-lo bem nutrido e mais resistente a doenças.
  • Viva cercado das pessoas que você ama. Viva intensamente, sorria! Afinal, a juventude mora dentro de nós!

Gostou das dicas? Da próxima vez que você pensar em Pilates para Idosos, pense em qualidade de vida, mais saúde e menos doenças a caminho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *